Em Goiânia, venezuelano é preso suspeito de tentar matar a esposa e a enteada a facadas

Um venezuelano foi preso suspeito de tentar matar a mulher e a enteada com uma faca, em Goiânia. Segundo a Guarda Civil Metropolitana (GCM), ele chegou a bater nas vítimas, que se trancaram em um quarto para fugir das agressões. Vizinhos da família acionaram a corporação, que conseguiu imobilizar e prender o homem.

A prisão aconteceu no domingo (30), no bairro Jardim Caravelas, por volta de 14h. De acordo com o comandante da Ronda Ostensiva Municipal de Goiânia (Romu) da GCM, Vagner Rodrigues, eles foram acionados por vizinhos da família, que ouviram gritos de socorro.

“A família toda é venezuelana. Ele mora na casa junto com as vítimas e chegou a bater na mulher e na enteada, mas elas conseguiram se trancar em um dos cômodos, e ele estava tentando entrar, com uma faca. Elas gritaram por socorro e os vizinhos nos acionaram”, disse.

Segundo o comandante, o suspeito tentou resistir à prisão. “Quando chegamos, encontramos o cenário de gritaria e pedido de ajuda. Fizemos abordagem, ele tentou resistir, mas foi contido e algemado”, disse.

O venezuelano foi levado para a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e, segundo a GCM, ele foi autuado por ameaça e injúria. O comandante informou ainda que ele não tinha passagens pela polícia brasileira. À guarda, ele não respondeu o motivo da briga e optou por ficar calado.

“Ele foi apresentado na Deam e agora vai responder por ameaça e injuria, e ficará à disposição da Justiça quanto a estadia dele no nosso país e também sobre a situação dele no país dele”, disse Vagner.